domingo, 12 de abril de 2015

Dinâmica: Caça Ao Tesouro Humano


Objetivo: ajudar as pessoas a memorizarem os nomes umas das outras, desinibir, facilitar a identificação entre as pessoas; 
Material: uma folha com o questionário digitado, um lápis ou caneta para cada grupo; Intensidade: leve;
Desenvolvimento: o facilitador explica aos participantes que agora se inicia um momento em que todos terão a grande chance de se conhecerem. Dividir em pequenos grupos, a partir da lista de descrições, os grupos devem sair pela empresa ou ao ambiente definido e encontrar uma pessoa que se encaixe com cada item da lista, e pedir para pessoa que assine o nome na lacuna.
Exemplo:
1. Alguém que pratica atividade física no mínimo 3 vezes por semana;
2. Alguém que viva numa casa sem fumantes;
3. Alguém que já tenha morado em outra cidade;
4. Alguém cujo primeiro nome tenha mais de seis letras;
5. Alguém que use óculos;
6. Alguém que consuma frutas e verduras diariamente;
7. Alguém que goste de dançar semanalmente;
8. Alguém que tenha a mesma idade que você;
9. Alguém que goste de jogar futebol semanalmente;
10. Alguém que tenha um animal de estimação (qual?).
Pode-se aumentar a quantidade de questões ou reformular estas, dependendo do tipo e do tamanho do grupo. A equipe que primeiro completar todas as questões será a vencedora.

sexta-feira, 3 de abril de 2015

Mau atendimento - De quem é a culpa?



Ultimamente o péssimo atendimento tem me incomodado muito. a impressão que tenho é que as pessoas saem de casa com meta definida de quantas pessoas serão suas vítimas durante o dia.

De tanto que isso me incomoda parei para observar as pessoas em todos os ângulos.

Bom o primeiro local que somos mau tratados é na padaria, logo de manhã quando queremos tomar um mero café para começar a jornada. Fiquei imaginando o motivo daquela balconista me tratar como se eu fosse sua inimiga mortal sendo que eu apenas pedi um pão na chapa. Se eu fosse conversar com ela (claro que não vou pois com esse humor é capaz que ela me jogue na chapa junto com o meu pãozinho, rsrs), ela me diria que está irritada pois tem motivos para isso e listaria:

1- Peguei uma lotação que realmente fazia jus ao nome.
2- Depois no terminal de ônibus esperei 5 filas para conseguir ser transportada com dignidade
3- Como sempre o ônibus atrasou e meu medo de chegar atrasada começou a me incomodar.
4- O trem para variar estava super lotado, um safado que estava entre os passageiros resolveu aproveitar o aperto e ficou encostando em mim, claro que tive que dar umas bordoadas nele.
5- Desci do trem e andei 10 minutos para chegar ao trabalho
6- Cheguei faltando 5 minutos para iniciar meu expediente,
7- Meu chefe já me olhou de cara feia.
8- Vesti meu uniforme mais rápido que o super homem.
9- Tomei uma bronca do chefe pois cheguei em cima da hora, tentei justificar dizendo que saio de casa todos os dias às 06:30 para entrar às 09:00 em um trajeto que em dias sem trânsito e com o transporte funcionando faço em 40 minutos, não adiantou nada, ele parece que não é humano.
10- Tenho um balcão lotado para atender e estou sozinha aqui, todos estão com pressa mas eu não dou conta de tudo, faço o trabalho de 3 e ganho uma miséria.
11- Deixei meus filhos de 3 anos e o outro de 7 meses com a vizinha para ela levar na creche pois só abre às 07:00 e se eu sair esse horário chego atrasada.
12- Meu marido coitado está com problemas na coluna, ele é servente de pedreiro e carrega peso o dia todo e por isso teve um desvio na coluna mas não consegue passar no médico, tentou marcar uma consulta mas só tem vaga para novembro/2015. O jeito é ir tomando um analgésico para tentar aliviar as dores e continuar trabalhando.

Nos meus passeios mentais eu falaria com o chefe dessa moça para entender o outro lado. Ela reclama do salário baixo e da sobrecarga, ele me responderia:

1- Eu sei que ela está sobrecarregada mas não posso contratar outras pessoas no momento e nem aumentar o salário. A padaria está lotada mas mesmo assim estou com a corda no pescoço.
2- O aluguel do salão aumentou, tentei negociar mas o dono não quis conversa, disse ou paga ou sai. São R$ 5000,00
3- Pago R$ 1000,00 de salário para ela, mais vale transporte R$ 230,00, cesta básica de R$ 100,00, assistência médica R$ 100,00, essa funcionária custa R$ 1898,89. ( quer saber como é feito esse calculo? O link estará no final do post).
4- Fora os impostos que tenho que pagar, a cada dia tenho que me adaptar a uma nova cobrança, por mais que eu venda sempre estou no limite.
5- No mês passado fui assaltado 5 vezes, isso acabou com o meu orçamento, tive que contratar um segurança particular, mais um gasto.
6- As vezes penso em desistir de tudo pois ser empreendedor no Brasil não é fácil mas se eu fechar as portas o que vai ser das 8 pessoas que trabalham aqui? Com essa crise que estamos vivendo está difícil conseguir um novo emprego.
7- E eu o que poderia fazer, sou Pedagogo, tinha o sonho de ser professor mas sinceramente tenho medo de encarar a escola pública, além do salário que não me atrai tem os perigos da profissão. Admiro meus colegas de faculdade que seguiram a carreira.
8- Meu sonho hoje é ter uma condição de vida melhor e dar uma condição melhor para o meu funcionário mas por enquanto o máximo que posso fazer é servir o café do moço de terno que está aguardando ser atendido.

Com tudo isso fico me perguntando, essa moça tem qualidade de vida para ter condições emocionais para trabalhar? Esse patrão tem condições de dar um ambiente melhor ou um salário melhor? Muitos podem dizer que isso não justifica o atendimento ruim, eu sei disso mas chega uma hora que o povo sofrido não sabe mais o que fazer e acaba descontando em quem não tem culpa.

E então de quem é a culpa pelo mau atendimento?

**Esses diálogos são frutos dos meus ensaios mentais, olho para uma pessoa no trem lotado, pois é o trajeto narrado é o meu, a volta para casa é bem pior, qualquer dia escrevo sobre a volta, fico imaginando a história de vida dela. Já fui empreendedora, já tive escola de inglês, loja virtual de roupa de bebê e loja de doces, sei direitinho quanto custa um negócio, e posso garantir custa caro.***


Quer saber quanto você custa ao seu empregador? Segue o link da calculadora abaixo. Um detalhe essa calculadora considera quem é optante pelo simples, quem não é tem o valor de INSS de terceiros que gira em torno de 5,80% (média). Mas esse é outro assunto.....

http://www.calculador.com.br/calculo/custo-funcionario-empresa

quinta-feira, 26 de março de 2015

Dinâmica Terra, Céu E Mar



OBJETIVOS: Aquecer e exercitar o senso de direção, percepção de espaço e, naturalmente, descontrair. 

MATERIAL: Não é necessário.

PROCESSO: O facilitador convida o grupo a formar uma fila única, uma atrás da outra, alinhadas da menor para a maior.
A fila deverá formar-se a partir de uma distância de, mais ou menos, um metro de onde está o facilitador.
Começa a orientação: “a fila onde vocês estão é denominada TERRA, à sua direita é o CÉU e à sua esquerda é o MAR”.
Quando eu disser: TERRA! Todos irão para a terra... CÉU! Todos irão para o céu... MAR! Todos irão para o mar. Aqueles que “titubearem” ou deixarem de ir, vão sendo excluídos”.
Aos vencedores (ou aos três finalistas) oferecer um prêmio.

terça-feira, 24 de março de 2015

Dinâmica: Varrendo bolas


Objetivo: agilidade, cooperação e trabalho em equipe; 
Material: 15 bolas e uma vassoura para cada equipe;
Intensidade: moderada;
Desenvolvimento: O animador divide o grupo em duas equipes, com igual número de integrantes. Colocam-se em filas paralelas, na linha de partida; em frente a elas, espalha-se uma quantidade de bolas. O primeiro representante de cada fila recebe uma vassoura. Dado o sinal, um dos participantes deve sair varrendo uma das bolas até à meta que será determinada em um local a sua frente, definido pelo professor. Os participantes voltam e passam a vassoura para a segunda pessoa, que deverá fazer a mesma sequência anterior, buscando atingir a mesma meta e assim sucessivamente. A equipe vencedora será aquela que primeiro deslocar todas as bolas até o local definido.
Google Analytics Alternative